“Enquanto comiam, Jesus tomou um pão e, tendo pronunciado a bênção, o partiu, distribuiu aos discípulos, e disse: ‘Tomem e comam, isto é o meu corpo’. Em seguida, tomou um cálice, agradeceu, e deu a eles dizendo: ‘Bebam dele todos, pois isto é o meu sangue, o sangue da aliança, que é derramado em favor de muitos, para remissão dos pecados. Eu lhes digo: de hoje em diante não beberei desse fruto da videira, até o dia em que, com vocês, beberei o vinho novo no reino do meu pai’”. (Mt 26,26-29)

 

Caríssimos,

estamos imersos no mistério da Páscoa do Senhor, o mistério de morte e de ressurreição, de luta entre o ódio e o amor, de encontro entre a pobreza humana e o amor misericordioso de Deus.

A Ceia do Senhor é a síntese deste mistério. Jesus se oferece nas espécies eucarísticas do pão e do vinho, antecipando o seu sacrifício sobre a cruz. Num gesto de amor "até o fim", pois se entrega a nós em um memorial de redenção e de salvação. O seu olhar pousa sobre os que estão mais próximos, confusos e assustados; sobre o discípulo que vai traí-lo, e tem para todos palavras de esperança, de conforto e de amor.

Mais algumas horas e Jesus se encontrarou nas mãos do ódio e do rancor de seus inimigos. E mesmo assim continuou a chamá-los de amigos, a guardá-los com ternura, a suplicar ao Pai por eles o perdão "porque não sabem o que fazem"

No início da quaresma o papa Francisco nos exortou a acolher o "outro" como um dom, deixando-nos conduzir pela Palavra de Deus e a converter-nos do nosso inato egoísmo; recordou-nos que este é um "tempo propício para abrir a porta a cada necessitado e nele reconhecer o rosto de Cristo. Cada um de nós encontra-o no próprio caminho. Cada vida que se cruza conosco é um dom e merece aceitação, respeito, amor".

Caríssimos, o XII Capítulo Geral ajudou-nos a refletir sobre o caminho que realizamos hoje, entre dificuldades, sinais de esperança e desafios. O documento que nos foi confiado, e que devemos fazer objeto de atenta reflexão e de avaliação comunitária, é um instrumento precioso para retomar o caminho, como comunidades fraternas, mesmo entre os problemas que devemos enfrentar, e nos recorda basicamente: "Estas problemáticas, em síntese, podem ser reassumidas em um tríplice desafio: fazer de nossa existência um testemunho evangélico, reencontrar as razões para a alegria e a festa na vida fraterna em comunidade, viver o compromisso do seguimento e da missão como anúncio da misericórdia e profecia" (n. 22).

Queremos renovar-nos, aproximando-nos da santa Ceia do Senhor. No Espírito temos a força para transformar-nos cada dia mais em Jesus que recebemos e que nos dá o exemplo para aprender a lavar os pés uns dos outros.

Estes meus votos pascais vos chegam enquanto, juntamente com os membros do Conselho, estamos concluindo a primeira redação da programação do Governo Geral para os próximos seis anos. O texto será enviado aos Governos das Circunscrições para ser examinado e confrontado com a realidade local. A reflexão, depois, será retomada e compartilhada por ocasião da Conferência dos Superiores e Conselhos de Circunscrição, a ser realizada de 16 a 21 de outubro deste ano, uma etapa importante para a redação final.

Nos limites das possibilidades, os Conselheiros Gerais estão visitando as Circunscrições para tomar conhecimento das realidades referentes ao próprio setor de animação e coordenação. Eu mesmo, de 6 a 26 de abril, farei uma visita à Província São Mateus e participarei da Assembleia que acontecerá de 17 a 21. Queremos caminhar juntos, ajudando-nos reciprocamente na subsidiariedade das próprias funções, para buscar o maior bem da Congregação e, sobretudo, a vontade do Senhor.

Em fevereiro, a Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica respondeu ao Relatório quinquenal que tínhamos enviado após o Capítulo Geral, apresentando uma síntese da realidade atual de nossa Congregação. Na resposta encontra-se uma apreciação positiva sobre o caminho que com a ajuda do Senhor estamos realizando. Ao mesmo tempo nos exorta a cuidar com maior atenção do discernimento vocacional, do acompanhamento espiritual pessoal e da formação inicial e permanente. Acolhamos com docilidade e empenho o convite que nos foi dirigido.

Nos próximos meses teremos o Capítulo da Província Santo Antônio – ICN (Itália Centro Norte) e, após consulta, a assembleia e a renovação do Governo da Quase Província São Tomé. Sustentemos com a oração estes importantes eventos das duas Circunscrições.

Além disso, ainda neste ano, ocorre o 100º aniversário do nascimento do Servo de Deus, Padre Giuseppe Marrazzo, e o 125º da profissão religiosa da Venerável Madre Nazarena Majone. São acontecimentos que nos permitem conhecer melhor o coirmão e a coirmã que seguiram com fidelidade e amor de filhos as pegadas de nosso santo Fundador, e que todos desejamos imitar.

Ao concluir, dirijo uma saudação especial, na alegria e paz da santa Páscoa, aos coirmãos que vivem situações de sofrimento, pelas dificuldades de seu próprio ambiente ou pela cruz da enfermidade, e peço aos Divinos Superiores que os acompanhem.

Minha saudação também vai às coirmãs Filhas do Divino Zelo, às Missionárias Rogacionistas, aos membros das Associações Rogacionistas e a todos os Leigos nossos colaboradores. Jesus Ressuscitado cumule-nos de seu amor e de sua paz.

Confio esta mensagem à Santíssima Virgem Maria, pela intercessão de Santo Aníbal, e de nossos Santos Protetores, enquanto vos saúdo com afeto no Senhor.

 

Roma, 31 de março de 2017

Pe. Bruno Rampazzo, RCJ

Superior Geral

 

 

 



Mensagem de Páscoa do Superior Provincial
“Jesus de Nazaré foi ungido por Deus com o Espírito Santo... Ele andou por toda a parte, fazendo o...

Mensagem de Natal do Superior Provincial
Natal do Senhor Ano 2020    “O povo, que andava na escuridão viu uma grande luz...” (Is ...

FESTA DE SANTO ANÍBAL MARIA DI FRANCIA
  FESTA DE SANTO ANÍBAL MARIA DI FRANCIA   Quem é o homem que foi chamado de Santo, quando fa...

Mensagem para o Dia Mundial da Vida Consagrada
    Na Festa da Apresentação do Senhor, vimos dirigir uma prece de gratidão a Deus por co...

Mensagem de Natal do Superior Provincial
Mensagem de Natal - 2019   “Eu vos anuncio uma grande alegria...” (Lc 2, 10).   Coirmãos...

Alegrai-vos e exultai
A Exortação Apostólica do papa Francisco sobre o chamado à santidade, Gaudete et Exsultate (...

A alegria do amor
  Estamos no Tempo do Advento, um novo Ano Litúrgico. Juntos com toda a Igreja rezamos e invocamos: “...

Servir, uma ação vocacional
Certamente ainda recordamos aquela fotografia ilustrando o cartaz da Campanha da Fraternidade de 2015. A imagem ficou re...

54º Dia Mundial de Oração pelas Vocações
Impelidos pelo Espírito à missão   Se em 2015 o papa Francisco nos convidou a refletir, no D...

Serena e Santa Páscoa!
  “Enquanto comiam, Jesus tomou um pão e, tendo pronunciado a bênção, o partiu, d...

A Palavra é um dom. O outro é um dom
Amados irmãos e irmãs!   A Quaresma é um novo começo, uma estrada que leva a um desti...

De esperança a esperança
Recebemos a notícia da Páscoa de Dom Paulo Evaristo Arns, OFM, Cardeal e Arcebispo emérito de S&ati...




 1 [2][3][4][5] próxima »