Nasceu em Messina, Itália, aos 05 de julho de 1851. Terceiro de quatro filhos, Aníbal perdeu o pai aos 15 meses. Com apenas 17 anos, diante de Jesus Sacramentado, recebeu uma graça especial que podemos definir como a Inteligência do Rogate. Completados os estudos, aos 16 de março de 1878 foi ordenado sacerdote. Alguns meses antes encontrou-se “providencialmente” com um mendigo quase cego, chamado Francisco Zancone, que lhe proporcionou a oportunidade de entrar em contato com a triste realidade social e moral da periferia de Messina. No dia 1° de junho de 1927, confortado pela presença de Maria Santíssima, a quem tanto amou durante toda a sua existência terrena, morreu santamente, enquanto o povo repetia: “Fechou-se a boca que jamais disse não! Vamos ver o santo que dorme”. Aníbal foi canonizado no dia 16 de maio de 2004 pelo papa João Paulo II. + sobre Santo Aníbal: rogacionistas.org.br