No dia 11 de maio de 2014, 4º Domingo da Páscoa, celebramos o 51º Dia Mundial de Oração pelas Vocações. Este ano coincide com o Dia das Mães, um motivo de alegria e uma oportunidade para se recordar da valiosa vocação de ser mãe e educadora primeira no berço familiar. Afinal, é na família e nos primeiros anos de vida dos filhos que a semente da vocação é plantada. Filhos e filhas tendem a testemunhar o que aprenderam de seus pais... 

 

O papa Francisco, por ocasião da data, enviou uma mensagem a todos os "amados irmãos e irmãs", com o tema: "Vocações, testemunho da verdade". Ele inicia seu texto com o ícone do Rogate: "Jesus percorria as cidades e as aldeias [...]. Contemplando a multidão, encheu-se de compaixão, pois estava cansada e abatida, como ovelhas sem pastor. Disse, então, aos seus discípulos: A messe é grande, mas os operários são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da messe para que envie operários para a sua messe" (Mt 9,35-38). E inicia sua reflexão manifestando certa "surpresa" com esta passagem bíblica, perguntando quem teria trabalhado – lavrado, semeado e cultivado – para que agora fosse necessário fazer a colheita? E a messe é grande, não é uma lavoura qualquer! O próprio papa Francisco apresenta a resposta: Deus. Foi por sua graça que a humanidade (a messe) existisse. Somos os frutos de Deus! A oração, o Rogate, este mandamento de Jesus, "relaciona-se com o pedido de aumentar o número daqueles que estão a serviço do seu Reino". A conclusão de Francisco é interessante: "Do íntimo do nosso coração brota, primeiro, a admiração por uma messe grande que só Deus pode conceder; depois, a gratidão por um amor que sempre nos precede; e, por fim, a adoração pela obra realizada por ele, que requer a nossa livre adesão para agir com ele e por ele". Admirar, agradecer, adorar e agir com ele e por ele...

 

Noutra análise bíblica, o papa, na mensagem ao Dia Mundial de Oração pelas Vocações, faz referência ao ramo de amendoeira da narração da vocação do profeta Jeremias (cf. Jr 1,11-12). A amendoeira é a primeira de todas as árvores a florescer, anunciando o renascimento da vida na Primavera. É o símbolo da vigilância de Deus, em vista do cumprimento de sua Palavra, recordando-nos que "tudo provém dele e é dádiva sua, o mundo, a vida, a morte, o presente, o futuro". Pertencemos a Deus e devemos centrar a nossa própria existência nele. "Quer na vida conjugal, quer nas formas de consagração religiosa, quer ainda na vida sacerdotal, é necessário superar os modos de pensar e de agir que não estão conformes com a vontade de Deus", afirma o papa. Todos somos chamados a compreender o projeto de Cristo no íntimo dos nossos corações (cf. 1Pd 3,15), "para nos deixarmos alcançar pelo impulso da graça contido na semente da Palavra, que deve crescer em nós e se transformar em serviço concreto ao próximo. Não devemos ter medo: Deus acompanha, com paixão e perícia, a obra saída de suas mãos, em cada estação da vida. Ele nunca nos abandona! Tem a peito a realização do seu projeto sobre nós, mas pretende consegui-lo contando com a nossa adesão e a nossa colaboração", conclui Francisco esta análise bíblica da amendoeira.

 

Retornando ao ícone do Rogate, o papa atualiza a passagem bíblica onde descreve Jesus caminhando e passando em nossas realidades (cidades e aldeias). Ele deseja aproximar-se "de todos, a começar pelos últimos, e nos curar das nossas enfermidades e doenças". Aqui é necessário escutar o convite de Jesus para compreender a própria vocação, como os discípulos ouviram a orientação de Maria na festa de casamento: "Fazei o que ele vos disser!" (Jo 2,5). Francisco orienta: "A vocação é um fruto que amadurece no terreno bem cultivado do amor uns aos outros que se faz serviço recíproco, no contexto duma vida eclesial autêntica. Nenhuma vocação nasce por si, nem vive para si. A vocação brota do coração de Deus e germina na terra boa do povo fiel, na experiência do amor fraterno. Porventura não disse Jesus que por isto é que todos conhecerão que sois meus discípulos: se vos amardes uns aos outros (Jo 13,35)?".

 

Por fim, o papa descreve os obstáculos, as dificuldades em se assumir a vocação específica. Ele utiliza, também aqui, uma passagem bíblica ligada à natureza: "Muitas vezes a boa semente da Palavra de Deus é roubada pelo maligno, bloqueada pelas tribulações, sufocada por preocupações e seduções mundanas" (cf. Mt 13,19-22). As dificuldades tendem a causar desânimo, levando-nos a optar por caminhos aparentemente mais cômodos. Mas, adverte Francisco, "a verdadeira alegria dos chamados consiste em crer e experimentar que o Senhor é fiel e, com ele, podemos caminhar, ser discípulos e testemunhas de seu amor, abrir o coração a grandes ideais, a coisas grandes. [...] Não somos escolhidos para coisas pequenas; ide sempre mais além, rumo às coisas grandes. Jogai a vida por grandes ideais!". Aos ministros ordenados – bispos, sacerdotes, diáconos –, às pessoas de vida consagrada, às comunidades eclesiais e a todas as famílias cristãs, o papa Francisco pede empenho nesta direção, acompanhando os jovens nos processos vocacionais, que "exigem uma verdadeira e própria pedagogia da santidade, capaz de se adaptar ao ritmo das pessoas..."

 

Que o nosso coração seja terra fértil na escuta, acolhida e vivência da Palavra de Deus e, assim, dê fruto. Quanto mais estivermos unidos a Jesus pela oração e por sua Palavra, pela Eucaristia e pelos Sacramentos, pela fraternidade, "tanto mais há de crescer em nós a alegria de colaborar com Deus no serviço do Reino de misericórdia e verdade, de justiça e paz. E a colheita será grande, proporcional à graça que tivermos sabido, com docilidade, acolher em nós", afirma Francisco. O papa conclui sua mensagem pedindo as nossas orações e garantindo a sua bênção a todos nós.

 

Pe. Juarez Albino Destro, RCJ

Sup. Prov.

 

 

 

 




Mensagem do Papa Francisco ao Capítulo Geral
"Ao Reverendíssimo Padre Bruno RAMPAZZO Superior Geral dos Rogacionistas do Coração de Jesus ...

Mensagem de Páscoa do Superior Provincial
Mensagem de Páscoa do Superior Provincial Começa um novo ciclo... (Cf. Jo 20, 1). Era o Primeiro Dia da ...

Mensagem do Superior Provincial
 “Fala com Sabedoria, ensina com Amor” (Provérbios 31, 26)        &nb...

Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial da VC
"SANTA MISSA COM OS MEMBROS DOS INSTITUTOS DE VIDA CONSAGRADAE DAS SOCIEDADES DE VIDA APOSTÓLICA Dois anci&atild...

O Natal é a concretização do grande Bem de Deus para a humanidade
 Mensagem de Natal Aos Rogacionistas À Família do Rogate    O Natal é a concreti...

Missão é um privilégio, uma graça
Depois de 13 anos fora do Brasil (Argentina, Paraguai e Angola), retornei para um novo ciclo: missão no sert&atil...

Mensagem do Superior Provincial
“Dedicarei para esta oração incessante todos os meus dias e todas as minhas intenções&...

Mensagem de Páscoa do Superior Provincial
“Jesus de Nazaré foi ungido por Deus com o Espírito Santo... Ele andou por toda a parte, fazendo o...

Mensagem de Natal do Superior Provincial
Natal do Senhor Ano 2020    “O povo, que andava na escuridão viu uma grande luz...” (Is ...

FESTA DE SANTO ANÍBAL MARIA DI FRANCIA
  FESTA DE SANTO ANÍBAL MARIA DI FRANCIA   Quem é o homem que foi chamado de Santo, quando fa...

Mensagem para o Dia Mundial da Vida Consagrada
    Na Festa da Apresentação do Senhor, vimos dirigir uma prece de gratidão a Deus por co...

Mensagem de Natal do Superior Provincial
Mensagem de Natal - 2019   “Eu vos anuncio uma grande alegria...” (Lc 2, 10).   Coirmãos...




 1 [2][3][4][5][6] próxima »