"Ao Reverendíssimo Padre Bruno RAMPAZZO
Superior Geral dos Rogacionistas do Coração de Jesus
Por ocasião do vosso XIII Capítulo Geral, desejo animar-vos na preparação espiritual deste evento de graça: é uma importante chamada para retornar-vos cada vez mais às raízes da vossa Congregação, aprofundar o vosso carisma para poder incorporá-lo no contexto sociocultural atual, no modo mais adequado e nas novas fronteiras existenciais.
Vos dediqueis a refletir sobre o tema "A vida religiosa rogacionista hoje: unidade, coordenação e partilha". Deste modo, pretendeis entrar no caminho sinodal da Igreja, para identificar um itinerário comum destinado a harmonizar a unidade, a pluralidade, a comunhão e a diversidade. Trata-se de lançar as bases para construir o presente e o futuro do vosso Instituto sobre os pilares da participação e da missão. Para realizar este projeto, sois chamados a percorrer caminhos apostólicos, mesmo novos, para testemunhar o Evangelho da caridade, comprometendo-se a ser sinais eloquentes do amor de Deus e instrumentos de paz em todos os ambientes.
Para que isto aconteça, é importante que conserveis a herança espiritual que vos foi transmitida pelo vosso fundador, Santo Aníbal, que amou intensamente Cristo e foi sempre inspirado por ele na realização de um apostolado corajoso em favor dos mais necessitados. Siga o seu exemplo e continue a sua missão que ainda hoje é válida, mesmo que tenham mudado as condições sociais em que vivemos.
O grande desafio da inculturação vos pede de anunciar a Boa Nova em linguagens e formas compreensíveis para os homens e mulheres do nosso tempo. Portanto, o campo de apostolado que se abre diante de vós é vasto! Contemplando a compaixão do Cristo do Rogate, a docilidade às aspirações do Espírito Santo, viva o carisma profético rogacionista com alegria e generosidade como homens de oração e caridade. Dê a vossa vida aos pobres, cultive uma verdadeira paixão educativa especialmente pelos jovens, dedique-se a uma intensa atividade pastoral entre as pessoas, especialmente em favor dos últimos e dos excluídos.
Muitos no mundo ainda esperam conhecer Jesus e seu Evangelho: é preciso criar fraternidade e colaboração para anunciar com alegria que Jesus é o Salvador de todos. Portanto, envolva também os fiéis leigos, compartilhando com eles o patrimônio espiritual e cultural recebido como dom do Fundador: busque com eles novas formas de proximidade, promovendo a sobriedade como forma de partilha. Cada um de vós, porém, sabe bem que, para poder realizar frutuosamente o anúncio evangélico como apóstolos do rogate, é necessário antes de tudo cultivar o contato constante com Cristo na oração intensa e fervorosa.
A Virgem Maria vos proteja e Santo Aníbal vos confirme nos vossos propósitos. De minha parte, vos asseguro uma orante recordação e, vos peço de rezar por mim, de coração vos concedo a minha Benção.
Roma, São João de Latrão, 24 de junho de 2022, Solenidade do Santíssimo Coração de Jesus.”
Franciscus